Páginas

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Meu Querido Diário - Piloto - Series Premiere - 1x1 (Reprise)


Meu nome é Aline Magalhães. Eu tenho 13 anos, estou na sétima série do ensino fundamental, moro em Santiago, no Rio Grande do Sul. Gosto muito de conversar com meus amigos e amigas, gosto de ir em festas, gosto de computador, etc. Eu moro num apartamento situado num bairro bom daqui de Santiago. Eu gosto de variados estilos musicais. Meu cantor favorito é o Justin Bieber. Minha cantora favorita é a Rihanna. E minha banda favorita é o Fresno. O meu maior vício e hobbie é escrever no meu diário. Eu escrevo dia e noite dele. Tudo que eu ler, tudo que eu pensar, tudo que me acontece, emfim. Tudo vai até meu diário. Eu levo ele para todo lugar e não deixo ninguém ler.
  Minha melhor amiga é a Helena Pereira. Nós passemos, passamos e vamos passar por muita coisa nessa vida. Ela está sempre ao meu lado e eu no lado dela. Nós somos inseparáveis. Eu conheci ela na quinta série, e nós fiquemos de dupla num trabalho de Ciências. Então começamos a conversar e viramos melhores amigas.
  Meu melhor amigo é o Eduardo Prado. Nós conversamos muito, ele é sempre fofo comigo. Eu conheço ele desde o ano passado e ele veio pra me paquerar e acabei ficando com ele. Mas foi só uma vez. Depois disso, viremos muito amigos. Ele sempre me consola nas horas difíceis, me ajuda, comemora junto comigo nas horas boas, emfim uma maravilhoso amigo.
  Agora eu estou em casa. São 6 e 15 da tarde. Estou mexendo na internet, falando com meus amigos pelo MSN. Eles querem combinar da sair hoje, ir tomar um sorvete no centro. Eu não estou muito afim de sair, mas vou ir com eles. Senão eles podem ficar brabos comigo.
  Nós combinamos de se encontrar na frente da casa da Helena, que fica cinco quadras da minha casa. Eu coloco uma roupinha melhor, arrumo meu cabelo, pego minha bolsa e me encaminho até lá.
  Alguns minutos depois, eu chego lá e estão os dois lá. Eu digo:
-Oi Helena, oi Eduardo.
  Eles também me dizem oi e então se encaminhamos até o centro. Ele não fica longe. No caminho nós conversamos sobre o colégio, sobre a tv, sobre os namoros, etc. Um monte de coisa.
  Chegando lá, nós vamos até o balcão e pedimos três casquinhas. Depois vamos andar pelo calçadão. Hoje não está movimentado o centro, tem poucas pessoas circulando. Mas mesmo assim nós encontramos amigos nossos, conhecidos ou que estudam na nossa escola. Eu, a Helena e o Eduardo estudamos na escola Lucas Araújo, uma escola de ensino fundamental. Somos bem felizes lá, temos nossos amigos, somos bem tratados por todos, emfim. Gostamos daquela escola.
  Então depois de passearmos um pouco, vamos todos embora. Eu me despeço deles e vou pra casa. Lá minha mãe já começa a me encher o saco. Ela pergunta sempre se eu já fiz minhas tarefas. Eu digo que não e ela me manda fazer. Sempre é assim. Mas agora que eu estou na sétima série, ela me cobra mais. Mesmo estando apenas no primeiro mês de aula.
  Eu faço minhas tarefas, fico no computador mais um pouco, tomo banho e vou olhar tv. Eu fico olhando até umas 23:30 e vou dormir. Tenho que acordar as 6:30 da manhã. Eu tenho que tomar banho, fazer chapinha, etc. Eu saio de casa umas 7 e 10, e fico esperando Helena na esquina de uma rua. Essa rua fica duas quadras da minha casa. E depois subimos mais um pouco e passamos na casa do Eduardo. O sinal toca no colégio as 7:45, nós chegamos lá umas 7:40. È díficil nós se atrasar. Muito raramente isso acontece.
  Eu me acordo no outro dia, escovo os dentes, vou tomar banho, me arrumo, faço chapinha, pego minha mochila, pego minha bolsa e vou para o colégio. Espero a minha amiga e subimos até a casa do Eduardo. Depois cheguemos no colégio e ficamos comversando um pouco e depois vamos até nossas salas de aula. Eu sou da 71, a Helena da 72 e o Eduardo da 82.
  Na sala de aula, eu costumo falar com todo mundo. Me dou bem com todos da sala. Me relaciono com todos, pelo jeito todos gostam de mim. Não sei se tem alguém que não gosta de mim.
  No segundo período, eu estou copiando a matéria e a coordenadora vai na sala e diz:
-Com licença professora, eu quero falar com a Aline.
  Eu fico pensando "o que ela quer falar comigo". A professora autoriza e eu acompanho a coordenadora. Ela me leva até a vice-direção e diz:
-Precisamos falar contigo Aline.
  Eu já penso no pior sempre. Eu pergunto:
-O que aconteceu?
-È o seguinte. Nós iremos organizar uma peça teatral aqui na escola. E queremos sua ajuda para organizar.
-Ufa, pensei que fosse algo ruim.
-Você sempre pensa que é algo ruim.
-É.
-Então vai nos ajudar?
-Vou sim.
-Òtimo. Te avisarei das novidades.
-Ok.
  E depois no fim da aula, fui embora com meus amigos e contei a novidade para eles. Eles ficaram empolgados, querendo participar. Eu disse que aviso eles sobre a peça.
  È isso meu querido diário. Essa é minha vida. Vou usar muitas folhas de você. HeHe.

Escrito por: Rodrigo Naressi

Sem comentários:

Enviar um comentário